China tem mais de 2 mil mortes por coronavírus e 74,2 mil casos confirmados; Poluição diminui

O número de mortos por coronavírus na China ultrapassou a marca de 2 mil, de acordo com o mais recente balanço do governo chinês. Fora de Hubei, a província considerada epicentro da epidemia, os novos casos de Covid-19 têm caído há 15 dias consecutivos.

Confira a situação até as 7h30 desta quarta-feira (19):

  • 2.007 mortes confirmadas na China (incluindo 2 em Hong Kong, e 1 em Taiwan) – ao menos 1.921 destas mortes são em Hubei
  • 3 mortes fora da China (Filipinas, Japão, e França)
  • 74.279 casos confirmados na China – sendo 61.682 em Hubei
  • 905 casos confirmados em outros 25 países
  • 14.376 pacientes se recuperaram do Covid-19 – 9,1 mil em Hubei
  • Fora de Hubei, os novos casos de Covid-19 têm caído há 15 dias consecutivos
  • Pesquisa aponta que 80% dos casos de Covid-19 são leves

Paralisação por coronavírus reduz emissões de CO2

A epidemia de coronavírus, que paralisa a atividade econômica na China, pode ter reduzido as emissões de CO2 do gigante asiático em pelo menos 25%, de acordo com um estudo publicado nesta quarta-feira (19). Foram 100 milhões de toneladas de CO2 emitidas a menos se comparado ao mesmo período do ano passado.

Preocupação sobre Jogos Olímpicos em Tóquio

Com a epidemia do novo coronavírus, a organização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio, no Japão, está sob alerta. Oficialmente, Comitê Olímpico Internacional nega cancelar ou adiar os Jogos, que começam em 24 de julho. Entretanto, o diretor do Comitê Organizador dos Jogos de Tóquio, Toshiro Muto, admitiu estar “seriamente preocupado”.

Maioria dos casos de coronavírus são leves

Uma análise dos dados oficiais da China divulgada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta segunda-feira (17) mostra que a maioria dos casos confirmados de coronavírus é leve (80,9%), sem pneumonia ou com pneumonia branda.

Todos os pacientes que morreram desenvolveram a versão mais grave da Covid-19, doença causada pelo vírus, que atingiu menos de 5% dos infectados.

O estudo confirma os indícios apresentados por outros cientistas: a maior taxa de mortalidade (14,8% dos infectados) está entre as pessoas com mais de 80 anos. Pacientes com outras doenças, principalmente as cardiovasculares, também têm uma chance maior de ter a versão crítica da Covid-19.