Sedec faz balanço dos 100 primeiros dias de gestão

Os primeiros 100 dias de gestão do secretário do Desenvolvimento Econômico (Sedec), Waldy Freitas, foram marcados pela formalização e qualificação dos empreendedores para a retomada econômica do município. Só nos primeiros 100 dias mais de mil empreendedores foram formalizados. Com isso, Camaçari chegou a marca de 16,7 mil Microempreendedores Individuais (MEIs).

Os processos de formalização e atendimentos foram feitos através da Central do Empreendedor, espaço responsável não só por possibilitar que trabalhadores informais se tornem MEIS, mas por auxiliar na viabilidade e liberação de alvarás de baixo risco.

Pensando na retomada da economia no município, a Sedec renovou o convênio junto ao Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para investimento de 2,6 milhões visando formalizar e qualificar empresários e microempreendedores do município. A ideia da parceria é focar o investimento em três eixos principais: o comércio, a indústria, e o turismo na costa de Camaçari.

Por meio do aditivo, o Sebrae que já iniciou a abertura das inscrições, busca preparar empresários para o melhor posicionamento da empresa e do negócio na internet, fornecendo de forma gratuita o site, loja virtual e rede social para superar as dificuldades criadas com a pandemia.

Além disso, o convênio atuará para garantir consultoria financeira, orientação na área de recursos humanos, planejamento estratégico e auxiliará também na intermediação da concessão de crédito.

Na costa, também há um plano forte voltado para atender o turismo e a economia das praias, por meio de cursos que visam o melhor atendimento ao cliente, higienização, segurança, padronização e melhor marketing para aquecer a economia do setor.

A Sedec através de Waldy, buscou ainda, nos primeiros três meses, o apoio das instituições financeiras e atuou na intermediação para a instalação da primeira agência do Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) no município, de modo a permitir a oferta de crédito para o microempreendedor.

Além do Sicoob, a Sedec estabeleceu parcerias com outros bancos públicos, como o Banco do Brasil e Banco do Nordeste do Brasil (BNB), com a finalidade de atender a demanda de crédito, permitindo um atendimento individualizado e sem burocracia para empreendedores da sede e da costa de Camaçari.

No mês de maio, a secretaria provocará a primeira rodada de encontros com bancos, o Sebrae e empreendedores na Casa do Trabalho e em Arembepe, para satisfazer a demanda respectiva da sede e costa do município.