Salvador lidera ranking do Norte-Nordeste em criação de empregos formais

Salvador registrou a criação de 775 empregos formais no mês de janeiro, ocupando o primeiro lugar entre as capitais do Norte e Nordeste e a 7ª posição no ranking nacional. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, 5, pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho.

Os setores de Serviços e Construção Civil foram os destaques na criação de postos formais. Quem ocupa a primeira colocação no país é São Paulo, com a criação de 5.565 postos coim carteira assinada. Completam a lista Curitiba (3.582), Brasília (2.831), Belo Horizonte (2.095), Goiânia (862) e Florianópolis (818).

Entre as ocupações formais e informais, a capital baiana está na 3ª posição nacional, atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – Contínua, do IBGE. No total, a capital baiana alcançou pouco mais de 1,5 milhão de ocupados formais e informais. Além disso, a taxa de desocupação caiu de 16,5% para 13,6% no comparativo com o quarto trimestre de 2016.