No RJ, Interventor pretende investir em equipamentos, salários e fortalecer inteligência e corregedoria

Braga Netto pretende investir em carros e equipamentos novos e voltar a pagar salários em dia. Secretário Richard Fernandez Nunes deve ser apresentado nesta terça-feira.

Após dez dias de planejamento, o general Braga Netto irá apresentar nesta terça-feira (27) os resultados que espera alcançar nos próximos dez meses como interventor federal no Rio de Janeiro. As prioridades para a Segurança Pública serão: valorizar as polícias, aumentar recursos no setor de inteligência, fortalecer corregedorias e deixar legado, como mostrou o RJTV nesta segunda-feira (26).

O interventor federal irá valorizar as polícias nomeando chefes e comandantes que serão escolhidos dentro das próprias corporações. O aumento de investimentos também é um objetivo já que, atualmente, representam apenas 0,00003% do orçamento da segurança.

O combate da corrupção dentro da própria polícia está previsto e as corregedorias serão fortalecidas. Por fim, Braga Netto pretende deixar um legado para que os investimentos feitos agora tenham resultados de longo prazo.

No encontro marcado para esta terça, o general vai explicar o funcionamento do gabinete de intervenção. Segundo militares, ele deve dizer que para reduzir os índices de violência no Rio é preciso recuperar a capacidade operacional das policias, investir em carros e equipamentos novos, além de voltar a pagar salários em dia.

Ainda nesta terça, o general Braga Netto vai apresentar o novo secretário de Segurança Pública, o general Richard Fernandez Nunes e o chefe de gabinete de intervenção, general Mauro Sinott, que será responsável por toda a parte operacional da intervenção.

Os novos secretários de Administração Penitenciária e de Defesa Civil, assim como os futuros chefes das polícias Militar e Civil só serão anunciados no futuro.