Com último recurso em julgamento, Lula pode ser preso no dia 26

Os embargos de declaração do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, contra sua sentença de doze anos de prisão proferida pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), devem ser julgados na próxima segunda-feira (26).

A informação, que teria partido de fontes internas do TRF-4 ao blog O Antagonista, é de que os recursos serão colocados em votação pelo desembargador Gebran Neto. A votação ocorre um mês após o ex-presidente protocolar os embargos no tribunal.

Em parecer enviado ao TRF-4, no dia 5 de março, o MPF (Ministério Público Federal) defendeu que, assim que sejam julgados os embargos, seja decretada a prisão do ex-presidente Lula – ou seja, logo após o julgamento da segunda-feira.